AlfredMarshallAlfred Marshall foi, sem dúvida, o decano da economia britânica durante décadas. A publicação do seu Princípios de Economia, em 1890, representa um verdadeiro marco na história das ideias económicas. Este estudo da vida de Marshall e do seu trabalho como economista revela as suas principais contribuições para a disciplina que ajudou a fundar, analisando ainda os seus estudos, as suas viagens, a sua atividade de docente na Universidades de Cambridge, Oxford e Bristol, as suas ideias políticas tal como foram apresentadas em vários inquéritos governamentais e as suas posições políticas e sociais.

 

 

«Alfred Marshall representa como poucos a pluralidade e até a conflitualidade interna da Economia enquanto disciplina. Autor marcante na construção microeconómica (da teoria dos preços, à da distribuição e à da empresa), Marshall nunca descurou o "mundo real", designadamente as questões da indústria e do crescimento, deixando a noção, mais tarde muito valorizada, de que as atividades económicas são cruciais e se desenvolvem de forma complexa e muitas vezes original, articulando-se entre si e com o meio e as culturas que as circundam.»
José Reis, Professor Catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra

 

 

Peter Groenewegen, especialista em história do pensamento económico, é professor de Economia na Universidade de Sydney. Autor de diversas publicações nessa área de investigação, dirigiu o Centro para o Estudo da História do Pensamento Económico entre 1989-2003 e em 2005 viu o seu trabalho reconhecido pela Sociedade de História da Economia e pela Sociedade Europeia de História do Pensamento Económico, da qual é membro honorário.